quinta-feira, 12 de abril de 2007

Fogão na final da Taça Rio



E o meu Fogão está na final da Taça Rio.

Num jogo com muitos gols (8 no tempo regulamentar mais 5 nos pênaltis), o único que não conseguiu marcar foi quem mais queria e precisava - Romário.
O baixinho bem que tentou, num lance de Jorge Luiz, Romário quase toca na bola de cabeça - realmente faltou muito pouco, acho que se não estivesse ficando calvo e ostentasse a cabeleira de anos atrás, teria conseguido toca-la.
O mais chato de tudo foi ouvir a narração do jogo pelo “Azarão Bueno”, que insistia em fazer suas piadas sem graça e repetir milhares de vezes que só faltava o do Romário, que era um jogo decisivo para ele, e, alem disso, ficar fazendo as contas de quantos gols ele fez por cada time que passou e os dias em que esses gols foram feitos (numa analogia ao Zagalo que tem superstição com o numero 13, Galvão estava fazendo com o numero 11, de Romário).
Não sei não, mas sempre que o Galvão Bueno torce por alguém, essa pessoa se ferra. Airton Senna, Rubinho, Ronaldinho já sentiram o poder do AZARÃO.

2 comentários:

Rodrigo HellBoy disse...

Realmente foi um jogão, e apesar de ter eliminado meu Vasculaxo, o Botafogo mereceu a vitória.
Parabéns pelo seu time.
E fala sério aquele Galvão mesmo.. o cara é tão chato que se ele deixar de ser chato perde a graça e ele é mandado embora, não é possível..

Marcus Corrêa disse...

Porra, acho que mais chato que o Galvão, só o Faustão... ou então empata.
Já pensou num programa com os dois juntos ?!
Que HORROR !!!!!!