sábado, 12 de maio de 2007

Cuidado, seu computador pode estar em perigo.



Em um estudo realizado pelo Google, constatou-se que uma em cada dez páginas de sites na internet, analisadas, contém códigos que podem infectar computadores.
Pesquisadores da empresa fizeram uma análise detalhada de 4,5 milhões de páginas na internet intitulada “The Ghost in the Browser” (O Fantasma no Browser), desse total, 450 mil páginas tinham a capacidade de abrir no computador do usuário sites que instalam programas sem o consentimento do internauta; outras 700,000 possuíam códigos que poderiam infectar o computador, de uma maneira mais suave.
A principal isca para os usuários entrarem nessas páginas são pornografia e a oferta gratuita de programas protegidos por direitos autorais.
A instalação automática de programas sem o consentimento do usuário é uma maneira cada vez mais comum de infectar um computador com vírus ou roubar informações confidenciais.
Alguns desses programas instalam barras de ferramentas no computador do usuário ou mudam a lista de sites favoritos. Em outros casos, no entanto, o dano é mais grave, e senhas ou outras informações confidenciais são roubadas.


A maioria aproveita brechas de segurança no browser da Microsoft, o Internet Explorer, para se auto-instalar.
O estudo também concluiu que é possível "seqüestrar" servidores, assumindo o controle e, posteriormente, "infectando" todos os sites ali baseados.
Para enfrentar o problema, os pesquisadores anunciaram que a empresa lançou um projeto que vai identificar todas as páginas da internet que possam apresentar riscos do tipo.
O Google, a ferramenta de busca mais acessada na Internet, já tenta alertar usuários sobre o problema, exibindo, ao listar certos sites, a mensagem: "este site por prejudicar seu computador".

Fonte: BBC

Nenhum comentário: