quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Ladrão que ajuda ladrão... ou a vergonha nacional

Você confia no sorriso deste homem?


Numa livre adaptação do dito popular, que diz que "ladrão que rouba ladrão tem cem anos de perdão", se fosse aplicado a acontecimentos recentes no Senado Brasileiro (Vergonha Nacional), ao invés do perdão teriam que ser condenados ao paredão.
Estou dizendo isso para tentar minimizar minha revolta com o resultado da "votação" que, por baixo dos panos, salvou a pele do Senador Renan Calheiros (PMDB – AL) e, na minha humilde opinião, ACABOU com a DEMOCRACIA de nosso país. Como poderemos confiar em pessoas que se aproveitam do anonimato para defender uma criatura tão vil como o Renan (não vou usar pronomes de tratamento, pois eles não o merecem), que se fosse qualquer um de nos, reles mortais do povo, já estaríamos numa cela superlotada.
Se fosse num país sério, ou melhor, num país de POLÍTICOS sérios, ele mesmo teria pedido seu afastamento (ou dado um tiro na cabeça como fez Budd Dwyer, que seria melhor) caso fosse desmascarado como foi Renan – e como ele, vários outros LADRÕES se escondem por trás de seus "mandatos" e abusam da inteligência do cidadão esclarecido, que tem certeza de sua culpa, mas nada pode fazer (ou melhor, até pode, e aqui neste caso se pede atitudes extremas – guerra civil ou terrorismo).
Agora, numa crise de consciência, os senadores afirmam que pretendem parar (?) o Congresso caso Renan permaneça na presidência. Ora se não queriam isso porque votaram favorável, isso está me parecendo mais demagogia barata, pois é impossível saber quem votou contra e quem votou a favor.
Mais uma vez, tudo acaba em pizza.






PS: Até quando agüentaremos tudo isso sem fazer nada?

Nenhum comentário: