sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Recomeçar...

recomeçar

Depois de mais de 15 dias sem postar nada, estou de volta.
Fiquei completamente sem condições de escrever e deixei o blog "abandonado" todo esse tempo.
É muito estranho conviver com a sensação de perda de algum ente querido, você se sente sem rumo e sua cabeça fica vagando por lembranças e não consegue se fixar em nada.
Entretanto, as perdas as vezes te fazem crescer e servem para ensinar alguma lição, e eu aprendi que definitivamente devemos aproveitar ao máximo nossa "estadia" aqui na Terra, nunca fazer NADA contra nossa vontade e, acima de tudo, nunca deixar para depois um gesto ou palavra de carinho para quem amamos.
A nossa vida passa rápido demais, muitas vezes nem nos damos conta disso, na batalha diária pela sobrevivência vamos nos tornando "dormentes" para os sentimentos e deixando "para depois" tudo aquilo que realmente importa, e em troca, nossa conta bancária vai ficando cada dia mais gorda.
Mas eu lhe pergunto: De que vale ter dinheiro e bens se lhe falta tempo para aproveitar?
Não, eu não pretendo virar monge e abandonar tudo e ir morar num mosteiro, apenas redirecionei minhas prioridades; procuro dedicar mais tempo ao meu filho, aproveitar mais a convivência com minha família, ver o sol se por (como diz a música) e levar uma vida mais sossegada.
Longe de tentar parecer mais uma página de livros de auto-ajuda (que não suporto), mas é a pura realidade: procure desacelerar sua vida e observar melhor a paisagem...

Nenhum comentário: